terça-feira, 12 de janeiro de 2021

Inatividade Física? Não, obrigada...

 



Um dos maiores problemas nestes tempos de pandemia, prende-se com a saúde frágil das pessoas mais velhas. O declínio da força vai-se acentuando a partir dos 50 anos, aumentando de forma mais rápida a partir dos 60 anos. Com o isolamento e o medo de contágio, pessoas mais velhas tendem a deixar de fazer exercício com regularidade. Ora, a inatividade física e a perda de força representam até duas vezes mais probabilidade de morrer de forma prematura. Assim, é fundamental referir que, apesar de todos os cuidados que deveremos ter:

- aumentos de força conseguem-se mesmo com treinos curtos de força;

- a resposta ao treino é similar quer seja em pessoas mais novas quer seja em pessoas mais velhas;

- não existe uma idade ideal para começar a treinar, o acompanhamento é essencial, assim como a intensidade do treino;

- maiores níveis de força, representam maior densidade óssea, mais equilíbrio, menor percentagem de problemas metabólicos e aumento da longevidade;

 

Devemos procurar que as pessoas mais velhas, promovam em segurança um estilo de vida ativo e saudável.

 

Bons treinos

Hugo Silva

Instagram: hugo_silva_coach

-Licenciatura Educação Física/Especialização Treino Personalizado
-Pós-Graduação em Marketing do Fitness 
-Pós-Graduando em Strength and Conditioning
-Director Técnico ginásio Lisboa Racket Centre


Sem comentários:

Publicar um comentário