terça-feira, 5 de abril de 2016

O tal do omega 3....








Omega-3 macho alfa?

Não é  um tema  novo nesta área das nutrições mas vamos lá pensar a relevância deste tal   omega-3.

Claramente uma descoberta dos tempos modernos e de todas as marcas que comercializam o tal do omega-3, em comprimidos, em gel, em xarope e até em alimentos enriquecidos como por exemplo, os ovos.

Só falta mesmo os seres bípedes e racionais fazerem o mesmo! Como?

Se a ideia da descoberta deste tal do omega 3 pelos seres bípedes é ir também  pelos produtos especiais, vai ser difícil.... a ideia principal é ir mesmo pela via da alimentação:
peixes gordos (cavala, sardinha, salmão, atum, arenque), sementes (linhaça) ou oleaginosas (nozes) são excelentes alimentos para um incremento significativo do tal do  omega-3.

Nesta combinação de omegas é especialmente importante também reduzir o aporte de omega-6, um ácido gordo importante mas que ingerimos em demasia. Onde o ingerimos?
Carne mas não só: bolachas, óleos, margarinas, bolos e todos os produtos processados. Evite!

Com esta equação o que ganhamos (aumento de omega 3 e diminuição de omega 6)?
- Melhoria na função cognitiva.
- Prevenção de doenças degenerativas
- melhoria saúde cardiovascular
- diminuição da inflamação (ex.: articulações)

Outros alimentos com os quais também podemos contar nesta equação alimentar: saliento a cavala e sardinha como peixes da nossa costa,  ideais por serem peixes pescados em liberdade e no seu habitat natural ao contrário dos peixes de aquicultura, obtendo desta maneira um rácio de omega-3 assinalável.

Quanto aos ovos prefira de galinhas criadas ao ar livre e com alimentações sem rações. Truque: quando olhar para o ovo ele terá de ter o código
0PTXXXXX
Ou

1PTXXXXX

Veja como até na  dança dos alimentos há magia!!! É só truques...

Júlio de Castro Soares



2 comentários: